Estudo conclui não associação da ingestão diária de sumo de fruta 100% a um maior risco de hipertensão em pessoas com diabetes tipo 2

Um estudo prospetivo nos EUA analisou como é que o sumo de fruta 100% e a fruta inteira se comparam em relação ao aumento do risco de hipertensão ou de diabetes tipo 2. 

O estudo envolveu mais de 1 milhão de mulheres norte-americanas que preencheram um questionário de frequência alimentar antes de serem acompanhadas regularmente durante quase 8 anos. Os resultados mostraram que a ingestão moderada de frutas inteiras (2,4 versus 0,3 porções diárias) e de sumos fruta 100% (225ml por dia versus zero) não estão associadas à hipertensão incidente nem à diabetes tipo 2. Descobriu-se também que beber uma porção diária de sumo de fruta 100% não aumenta o risco de desenvolvimento de ambas as doenças.

Os autores concluíram que quantidades moderadas de sumos de fruta 100% ou de frutas inteiras não estão significativamente associadas ao aumento do risco de hipertensão ou da diabetes em mulheres na pós-menopausa. De referir que este é um estudo observacional que tem limitações metodológicas, pois só pode determinar associações e não causa e efeito.

Título de Artigo

[1] Auerbach BJ et al. (2017)

Associations of 100% fruit juice versus whole fruit with hypertension and diabetes risk in postmenopausal women: Results from the Women's Health Initiative. Prev Med. 105: 212-218